Pico do Areeiro: O Lugar Onde o Sol Nasce Mais Bonito


Para desfrutar desta próxima maravilha da Pérola do Atlântico de que lhe vamos falar é preciso madrugar. Mas vale a pena, prometemos. Venha daí.

É ainda no negrume da noite que a aventura começa. Há que ligar as luzes do carro e começar a caminhada ainda sob o brilho das estrelas e dos candeeiros de rua.


O destino final é o Pico do Areeiro, o terceiro mais alto da Madeira, onde a promessa é a de um nascer do sol certamente único e inesquecível. Aliás, se perguntarmos a qualquer madeirense o que fazer na ilha, esta será, com certeza, uma das recomendações. E também não há blogue, agência de viagens ou guia que não o subscreva.

Isto porque, a 1818 metros de altitude, o sol costuma nascer acima das nuvens, presenteando os seus espetadores com um espetáculo de luz, cor e de magia.

E é por estes e outros motivos, e, diga-se, sensações que naquele momento se vivem, que esta experiência sublime não só é cada vez mais procurada pelos madeirenses, como também se tornou uma atividade obrigatória para quem visita a Região.

Por isso mesmo, são já várias as empresas de animação turística que apostam na oferta deste tipo de aventuras. É o caso da Adventureland Madeira, a qual, conforme conta à Improvável o seu diretor João Brito, procura oferecer um momento inesquecível e exclusivo para os madrugadores, sem que estes se tenham de preocupar com detalhes.


O que preferes ver, o nascer do sol ou o pôr do sol?! E que lugares achas que são os melhores para uma experiência destas?!


O artigo pode ser lido por completo na terceira edição da revista Improvável.